Ex-Presidentes

Confira os ex-presidentes do clube 7 que ao longo dos anos contribuiram para o seu crescimento e reconhecimento.

Sergio Casagranda

Sergio Casagranda (2011-2013)

Procurou em sua administração fazer a manutenção dos filtros das piscinas, troca de telhados de algumas cabanas, aquisição de novas lixeiras, a instalação de escada para acessibilidade a idosos e deficientes na piscina térmica, aquisição de nova caldeira e troca da bomba do poço artesiano.

Vilson Arno

Vilson Arno (2010-2011)

Logo que assumiu, buscou implantar de imediato o espaço reservado para carros, ou seja, o estacionamento que teve a contribuição dos alunos de arquitetura da Unoesc, trocou o transformador de 45 mega watts para um de 225 mega watts, fez a troca dos filtros das piscinas, ampliou a área de bronzeamento e reformou totalmente o salão de festas da sede campestre, além de várias outras atividades de manutenção.

Carlos Colatto

Carlos Augustinho Colatto (2009-2010)

Logo que assumiu a presidência do clube, colatto providenciou junto com sua equipe a criação de mais um departamento de RH , o que veio dar um novo dinamismo a sociedade, através de cursos de capacitação dos funcionários para melhor atendimento ao sócio. Construiu um novo espaço coberto junto ao Quioski das piscinas ; adquiriu um novo parque infantil; reformou todas as piscinas externas e os tobogans; asfaltou o acesso interno do parque; construiu várias mesas no bosque; reformou a cancha de bocha da sede social; adquiriu todos os equipamentos do restaurante da sede campestre ; construiu o bolão com 04 quatro pistas na sede campestre.

Gilberto Antônio Centenaro

Gilberto Antônio Centenaro (2007-2009)

Assumiu a presidencia do Clube por 6 (seis) meses em função da licença do presidente Carlos Colatto, nesse período promoveu o jantar dançante em homenagem as mães e o resgate da historia dos Ex-Presidentes além de dar continuidade a construção da quadra esportiva do bolão.

Edílson Luiz Palavro

Edílson Luiz Palavro (2005-2007)

Teve sua eleição marcada pela maciça participação de associados e pelo debate dos rumos do Clube;Foram adquiridos mais 3.400 metros quadrados de área de terra para a nova sede social; Calçamento do acesso da área verde; Construídos campos de futebol de areia e suíço,quadra de vôlei de areia, cercas, arquibancadas ao redor dos campos; Reforma da cozinha da sede campestre, troca de lajotas da piscina e da cobertura da churrasqueira; Elaborou o projeto da nova sede social.

Darci Balbinot

Darci Balbinot (2000-2001 e 2003-2005)

Sob sua presidência o Clube adquiriu 15.000 metros quadrados de área anexa a sede campestre, para a construção da nova sede social, cujo projeto foi aprovado pela assembléia de associados; Concluiu a piscina térmica com a instalação de caldeira, forro e vidros; Projetou área e mais meia quadra de basquete; Área verde teve acesso calçado e ganhou cabana; As sedes social e campestre receberam nova pintura.

José Santo Dal Bello

José Santo Dal Bello (1980-1982, 1987-1989 e 2001-2003)

Ao assumir a presidência do Clube 7 de Setembro no ano de 1980, me senti valorizado pela sociedade e aceitei o convite por mais um ano, até 1982", conta José Santo Dal Bello, que na verdade jamais deixou de participar ativamente da vida do Clube 7. Foi um dos tesoureiros das negociações e fusão com o 14 de Julho. Entre 1987 e 1989 assumiu a presidência para concluir as piscinas externas, inauguradas pela próxima diretoria. Construiu e iluminou parte do campo de futebol suíço, assim como a metade do pavilhão da sede campestre. Na gestão de 2001 construiu banheiros externos nas piscinas e na área de lazer, que também ganhou mais mesas e churrasqueiras."Ainda hoje continuo ajudando esta entidade", avisa José Santo Dal Bello.

Elvio Bordignon

Elvio Bordignon (1999-2000)

Sócio durante 14 anos, Elvio assumiu a presidência do Clube, "onde criei amigos e vínculos que levarei para toda a vida", e construiu a piscina térmica que "trouxe mais credibilidade e qualidade ao clube". Hoje residindo longe de Xanxerê, ele declara:"Hoje me sinto realizado e orgulhoso por ter auxiliado para o melhoramento de um espaço da comunidade xanxerense". Elvio também lamenta a perda, durante sua gestão, e registra sua eterna admiração por Dulce Caovilla.

Laudir Martarello

Laudir Martarello (1997 – 1999)

Ele define assim sua gestão :"Nunca me senti na qualidade de Presidente do Clube 7 de Setembro, mas sim como líder de uma equipe maravilhosa. Juntos pensávamos, discutíamos, analisávamos, criávamos e tomávamos decisões coletivas". Martarello destaca que em sua diretoria a maior obra foi concluir o mandato com todos os integrantes mantendo sempre a mesma disposição e energia.E deixa esta mensagem aos associados: "A palavra progresso não terá qualquer sentido enquanto houver associados infelizes.Por isso lutem para que mesmo na diversidade, tenham uma sociedade de irmãos". Laudir lamenta a perda da companheira e amiga Dulce Caovilla

Valério Deola

Valério Deola (1995 –1997)

Direcionou sua gestão para o esporte, conquistando para o Clube títulos de campeão de taças de ouro e prata na bocha feminina e masculina, no bolão, em competições municipais regionais e estaduais, disputadas em parcerias com empresas e prefeitura municipal. Realizou o Campeonato Brasileiro de Bocha; Promoveu carnaval que registrou recordes de público, comprou mesas, cadeiras e construiu churrasqueira na sede campestre.

Ivalino Martarello

Ivalino Martarello (1993 – 1995)

Recadastrou e informatizou o registro do quadro de associados, dando controle mais efetivo à movimentação financeira do clube; Normatizou e deu maior vigilância à sede campestre, onde construiu a primeira cancha de bocha de piche da região e reformou quiosques, as demais canchas de bocha, piscinas e bar anexo a elas; Na sede social reformou a cobertura,construiu e reformou canchas de bocha e bolão.

Vilmar Gabiatti

Vilmar Gabiatti (1993)

Substituiu o Presidente Manoel Machado por nove meses, dando prosseguimento às obras iniciadas na sede social; Reordenou e incentivou as atividades esportivas do Clube. Foi um grande incentivador do bolão.

Manoel Machado

Manoel Machado (1991 – 1992)

Antecipou sua posse em 60 dias para suprir a falta de ecônomo na sede social e preparar a data de sete de setembro; Reformou copa, cozinha, banheiros e churrasqueiras da sede social. Diminuiu a inadimplência incentivando a pontualidade nas mensalidades dos associados.

Nereu Roque Vacaro

Nereu Roque Vacaro (1989 – 1991)

Na sua gestão foi aberto o poço artesiano da sede campestre, onde construiu: caixa d'água, barzinho ao lado das piscinas, duas canchas de bocha cobertas, seis quiosques com churrasqueiras cobertas, guarita e calçamento interno; Concluiu as piscinas infantil e adulto, inauguradas com o baile da escolha da Rainha do Clube, evento que prosseguiu durante vários anos, além de Reformar e ampliar a sede social.

Jandir Pasquali

Jandir Pasquali (1985 – 1987)

Iniciou as obras na sede campestre com terraplanagens, campo de futebol,cancha de bochas, açude e alguns quiosques; Concluiu as obras da piscina externa.

Elídio Trizotto

Elídio Trizotto (1984 - 1985)

Modificou e redecorou o salão da sede social, que também ganhou novo assoalho; Construiu o piso no térreo da sede; Construiu o campo de futebol e encaminhou a construção da sede campestre, a partir da oficialização da fusão com o 14 de julho.

Francisco Ferronatto

Francisco Ferronatto (1983 – 1984)

Propôs, sem conseguir êxito, a fusão com o Tabajara Futebol Clube, em função disso encaminhou a fusão definitiva com o Grêmio Esportivo 14 de Julho,o que viabilizou a construção da sede campestre, denominada Sede Campestre 14 de Julho do Clube Sete de Setembro. Também mobilizou e incentivou as atividades sociais e desportivas do Clube.

Valter Balbinot

Valter Balbinot (1982-1983)

Reformou as canchas de bocha e bolão da sede social; Criou a primeira comissão para tratar da fusão com o Grêmio Esportivo 14 de Julho para implantar a sede campestre. Organizou e modernizou a área administrativa-financeira do Clube regularizando o cadastro e a cobrança de mensalidades.

Vilson Dalazem

Vilson Dalazem (1979-1980)

Sua gestão dedicou-se a dar continuidade e concluir as obras iniciadas pelo Presidente Atílio Guinzelli, além de ser um defensor assíduo das atividades culturais e esportivas.

Renelli Tacca

Renelli Tacca (1977-1978)

Reformou os pilares internos da sede social, melhorou a decoração interna do salão de bailes – naqueles anos o cartão postal era a sala de visitas do Clube.

Juraci Zwicker

Juraci Zwicker (1976-1977)

Seu mandato aconteceu no auge dos bailes que invariavelmente lotavam o Clube 7, cujo salão ganhou indispensáveis cortinas, como os associados e os costumes da época exigiam. Nele, promoveu um memorável baile mexicano, animado pelo badalado conjunto "Pantho Delgado". Chegou a comprar os primeiros tijolos para a construção da nova sede social, que infelizmente mais tarde tiveram que ser vendidos.

Diamantino Roman

Diamantino Roman (1975-1976)

Em sua gestão o Clube 7 conquistou em Chapecó, com a candidata Clarice Vivan, o Título de Rainha das Piscinas do Oeste Catarinense, competindo com 18 concorrentes. Antes disso, ajudou na construção da sede social, fez a primeira reforma das canchas de bolão, criou o 1º carnaval de blocos, que teve como Rei Momo o sócio Ilson Mulinari.

Atílio Guinzelli

Atílio Guinzelli (1973-1975 e 1978-1979)

Sua dedicação ao Clube o afastavam dos seus próprios afazeres. Comprou mesas e cadeiras, reformou o salão em troca de contribuições de sócios, em troca de desconto dos valores nas mensalidades. A promoção de grandes e concorridos bailes foi a marca registrada de suas gestões.

Etore Zocolli

Etore Zocolli (1971-1973)

Um dos fundadores, Dr. Etore lutou incessantemente pelo bem estar e pelo ordenamento legal da sociedade, dando valiosa contribuição na elaboração do estatuto do Clube, prestando assim relevantes serviços ao Clube Sete.

João Della Picola Netto

João Della Picola Netto (1969-1970)

Ao lado de seu pai Reinaldo(sócio benemérito), João Della Pícola Netto integra o grupo de fundadores do Clube 7, do qual jamais se afastou. Especialmente por sua dedicação á prática de Bolão, esporte que mais destacou e projetou o clube na maior parte de todas estas cinco décadas de conquistas. Também foi ativo defensor e colaborador da arborização da sede campestre.

Osvino Petry

Osvino Petry (1962-1969)

Presidente por oito anos, Osvino Petry viu durante sua longa gestão o início da construção da sede social, na qual plantou sólidos alicerces, mais fortes que os cepos que ajudou a colocar. Curiosamente, ao mesmo tempo nascia seu primeiro filho. Suas reeleições não deixam dúvidas de que Osvino Petry deu o melhor de si para erguer esta sociedade, da qual também foi o primeiro ecônomo.

Higino Luis Bortolon

Higino Luis Bortolon (1960-1962)

Foi presidente do Clube Sete onde desempenhou sua função com distinta honradez. Coube também a seu Higino a implantação definitiva do 1º estatuto do Clube que fora registrado no cartório civil de registro em 17/03/1960, desta forma legalizando juridicamente a sociedade.

Roberto Machado

Roberto Machado (1958-1960)

Foi o primeiro presidente do Clube Sete de Setembro, fundado em 07/09/1958, sendo Secretário Rui Pimentel, tendo outros colaboradores na diretoria, como: Otávio Celso Rauen, Rovilho Bortoluzzi, Horácio Costa, Miguel Mozinch, Arcelino Veiga, Josué Ramos Ouriques, Peluiz Pifero, Fortunato Marafon, Dorival Giordani, Olavo Mayer, Plínio Lanner, Lino Arcole, Silvino Tonial e João Wustro Sobrinho. Compromova-se esta afirmativa no cartório de registro civil de títulos, livro nº E – 4, Fls. 44 e 45 com protocolo nº 407 em data de 17/03/1960.

Voltar